Ser eficiente para se organizar

É uma necessidade

Ser eficiente para se organizar

Para dar conta de tantas atividades diárias é preciso organização e eficiência. Ser eficiente é resolver rapidamente as questões que vão aparecendo no nosso dia a dia, desde os assuntos mais simples até os mais sérios.

Não adie decisões. Resolva todos os assuntos que aparecem no primeiro momento. Pense, medite, decida e aja para ser eficiente. Muitas de nossas preocupações são assuntos que adiamos, papéis acumulados em cima de nossa mesa, telefonemas que deveriam ter sido dados e não foram, compras que deveriam ser feitas e foram adiadas.

Veja que ser eficiente vem atrelado a ser organizado, além de ter ação e destreza na modificação de hábitos quando necessário.

Como ser eficiente?

 executiva realizada

Comece agora o que você tem que fazer, só assim atingirá metas importantes. Adquira o hábito de agir sempre no primeiro momento, assim terá menos trabalho, pois resolverá as pendências no momento em que elas aparecerem. A característica de ser decidido ajuda ser eficiente

Pense se você pode viver com as consequências de sua decisão e vá em frente. Você está se organizando e aos poucos terá mais qualidade de vida.

Ser eficiente é tomar decisões. Quando um trabalho aparece, você deve pensar, devo fazer ou não. Se sim, faça-o agora. Se não, descarte-o e passe adiante. Não deixe nada sem solução em sua mesa e em sua vida.

Ser eficiente é fazer tudo agora, mas tendo o bom senso de saber quando uma ação deve ser deixada para um momento mais oportuno. Para ser eficiente administre bem o seu tempo e tenha tranquilidade para curtir os bons momentos.

Não perca o foco!

Você perde o foco com facilidade no trabalho?

Mantenha o foco

Quantas vezes você já sentou para trabalhar, com uma pilha de afazeres, mas antes, resolveu pegar uma xícara de café ou checar seus e-mails e quando percebeu, só voltou ao trabalho depois de no mínimo uns 30 minutos?

A vida moderna e a rotina de trabalho on-line favorecem a perda de concentração. Somos abordados o tempo todo com novas informações que tiram o foco do que estamos fazendo. Mas a boa notícia é que existem exercícios que ajudam a melhorar sua concentração.

Geralmente nos concentramos melhor quando estamos engajados em alguma atividade prazerosa, como assistindo a um bom filme ou fazendo alguma atividade que represente um desafio. A concentração ocorre quando a área frontal do córtex cerebral, que controla a capacidade cognitiva, está inundada por uma variedade de neurotransmissores, hormônios e outras substâncias corporais relacionadas ao prazer, como a dopamina, por exemplo.

A dopamina é produzida no cérebro quando comemos um doce, fazemos sexo, ou encontramos alguma coisa nova e excitante. Quando os níveis de dopamina estão altos, inconscientemente queremos mais dessa substância, então nos concentramos no que estamos fazendo para obter mais e mais. Conforme nossa atenção diminui, os níveis desse hormônio também diminuem e começamos a procurar por outra atividade que nos dê essa sensação de prazer e substitua os níveis anteriores.

Fatores internos como fadiga, estresse, raiva e fatores externos presentes na vida moderna como e-mails, televisão e música podem atrapalhar a concentração.

Falta de concentração: causas e soluções

Dormir mal prejudica o rendimento no trabalho

Quando dormimos mal, nos privamos de oxigênio, que é necessário para a produção de substâncias como a dopamina e a adrenalina. Basta uma noite de insônia para que você comece a apresentar sintomas de déficit de atenção, como a falta de concentração nas atividades usuais.

Uma boa noite de sono serve como um recarregador de baterias para o cérebro. É importante que cada pessoa durma o tempo necessário (que varia para cada indivíduo) para o seu completo descanso antes de despertar.

Evite o excesso de café, pois a cafeína estimula a produção de adrenalina, aumentando o seu estado de alerta. Porém se você ingeri-la em excesso, poderá ficar agitado e perder a sua capacidade de focar em determinada atividade.

Quando estamos nervosos ou passamos por situações de tensão, temos um aumento de substâncias como a norepinefrina e o cortisol que podem provocar no organismo é a diminuição da concentração.

Estudos recentes comprovam que quem faz exercícios aeróbicos no mínimo duas vezes por semana possui níveis de concentração melhores do que pessoas sedentárias.

Exercite seu cérebro: tenha foco

Concentre-se

Tenha pensamentos alegres e positivos. Pensar em situações agradáveis reduz os níveis dos hormônios relacionados a estresse, medo e raiva que dificultam a concentração.

Idade e Genética são fatores aliados ao estilo de vida que se leva podem influenciar no funcionamento cerebral. Estudos confirmam que pessoas com déficit de atenção têm os sintomas piorados com o avanço da idade, porém, quem não sofre do mal, não tem alterações de concentração com o passar do tempo.

Faça cruzadinhas, quebra-cabeças, sodoku, crie o hábito de ler e pratique jogos que exercitem a capacidade mental como os de memorização e raciocínio.

Sem foco na vida moderna

A avalanche de informações desvia a atenção

Atualmente nossos períodos de atenção são pequenos. Se você observar, verá que cada bloco de programas de TV dura no máximo 8 minutos antes de entrar o comercial e isso contribui para a diminuição do nosso “tempo de foco “.

A internet também nos condiciona a focar por períodos curtos. No escritório, checar e-mails é um dos maiores dispersores de atenção. Somos interrompidos por uma média de quatro alertas de e-mails por hora. Quando você pára para responder um e-mail, demora mais ou menos 25 minutos para retomar a concentração ao que estava fazendo.

Foco: uma coisa de cada vez

Foco: uma coisa de cada vez

O cérebro não consegue manter o foco em duas atividades distintas que necessitem de atenção simultaneamente, por isso evite fazer mais de uma atividade ao mesmo tempo. Desta forma, você evitará a ineficiência em alguma das atividades.

Faça pausas durante uma atividade de muita concentração, pequenas pausas ajudam a relaxar e manter a atenção por mais tempo. O ideal é 10 minutos a cada hora.

Escolha o melhor período para você, cada pessoa tem um horário do dia em que está mais alerta. Alguns pela manhã, outros de tarde ou de noite. Identifique o seu e aproveite este período para fazer as tarefas mais desafiadoras. Seja organizado para ser eficiente.

%d blogueiros gostam disto: