Dicas para fugir da ressaca

O que nos leva à ressaca?

Mulher com dor

Shutterstock

Nada pior do que acordar, levantar da cama com a cabeça explodindo de tanta dor, e ainda sentir enjoo, tontura, fraqueza, tremores, sede e um gosto horrível na boca. O nome disso é ressaca.

Quando ingerimos o álcool, ele chega ao fígado onde é metabolizado e daí segue para a corrente sanguínea. Da corrente sanguínea, o álcool é levado ao cérebro, provocando primeiro a sensação de euforia e desinibição e, depois, sono, irritação, diminuição dos reflexos e da concentração.

O organismo gasta glicose para metabolizar o álcool. Glicose é açúcar, açúcar é energia. Por esse motivo que nos sentimos fracos. Além da ressaca, a ingestão excessiva de álcool pode trazer diversos prejuízos à saúde como o ganho de peso, acúmulo de gordura corporal, diabetes, gastrite, úlcera, hepatite, depressão, lesões cerebrais.

 

Como aliviar os sintomas da ressaca

Mulher com ressaca

Shutterstock

1. Alimente-se antes de beber. Quando bebemos de estômago vazio, o álcool é absorvido mais rapidamente e, portanto, você fica bêbado mais rápido. Com o estômago forrado o álcool vai entrar gradualmente na corrente sanguínea e demorar mais tempo para chegar ao cérebro. Um truque preventivo da ressaca é comer alimentos ricos em gordura antes de beber. Os alimentos gordurosos, se ingeridos antes do álcool, “engraxam” a camada interna dos intestinos e, assim, o álcool leva mais tempo para ser absorvido pelo organismo. Vem daí a dica de tomar uma colher de azeite de oliva antes de beber.

2. Beba água antes, durante e depois da bebedeira. O álcool é diurético, ou seja, aumenta a quantidade de urina produzida no organismo, levando a uma maior eliminação de água pelo corpo. Portanto, a água é um santo remédio na prevenção e cura da ressaca, pois metaboliza o álcool mais rapidamente e facilita o trabalho do fígado e dos rins na hora de eliminar os resíduos tóxicos.

3. Evite frituras, empanados, molhos e tortas a base de queijos gordos, que sobrecarregam o sistema digestório e o fígado. Para acompanhar sua bebida, prefira petiscos ricos em carboidrato e proteínas magras que facilitam a digestão do álcool. Por exemplo, canapés de carpaccio, brusquetta de tomate, torradinha com patê de ricota ou queijo mussarela de búfala e lascas de frango grelhadas.Evite também alimentos muito salgados, pois o sal aumenta a sede e poderá fazer você beber mais.

4. Se a ressaca te pegou, beba água de coco ou bebidas isotônicas, que além de repor água e açúcar, repõem sais minerais importantes na sua recuperação. Inclua nas refeições alimentos ricos em potássio como salsa, brócolis, couve, cenoura, acelga, espinafre, melancia, uva, pepino e alface. O potássio exerce efeitos antirressaca: impede que suas próprias reservas sejam eliminadas durante a diurese, dribla os efeitos do sódio, mineral responsável pela sensação de boca seca, e ainda evita a perda de vitamina B6. Sem ela, a capacidade dos rins em eliminar o sódio diminui.

5. Evite tomar cafezinho amargo para curar a ressaca. A cafeína que estimula o sistema nervoso, piorando sua dor de cabeça. Além disso, tem propriedades diuréticas, ou seja, desidrata ainda mais o seu organismo.

6. Para amenizar os efeitos da ressaca, consuma alimentos de fácil digestão. Inclua no cardápio, carboidratos complexos (pão, macarrão, batata, frutas, vegetais e sucos). Esses alimentos fornecem energia ao fígado para processar as toxinas e o excesso de álcool e não irritam a mucosa do estômago.

Conheça as propriedades da água de coco, uma das armas contra a ressaca.

 

 

Dicas: Mantenha o pique no carnaval

Mantenha-se hidratado e alimente-se bem

mulher bebendo água

Shutterstock

O carnaval no Brasil é o feriado mais esperado do ano. Seja você adepto das festas e do agito do samba de rua, salão e sambódromo, ou do sossego no campo ou praia. Para os que vão pular carnaval e precisam de energia para aproveitar a festa, éimportante se alimentar bem e se hidratar corretamente. Escolha um menu saudável e de fácil digestão para brincar o carnaval com força total e muita alegria.

Os cuidados já começam na primeira refeição do dia. Na mesa do café da manhã e na refeição antes da farra, seja almoço ou jantar, não podem faltar alimentos ricos em carboidratos integrais como pães, massas, arroz e cereais, além de batata e frutas, pois são os alimentos que mais nos fornecem energia e disposição.

Inclua também alimentos fontes de proteínas magras como peito de frango, peito de peru, peixes, carnes magras (baby beef, filé mignon, fraldinha, maminha), iogurtes desnatados e queijos magros (minas, ricota e cottage), além de legumes, verduras e frutas, alimentos altamente nutritivos, ricos em fibras, vitaminas e minerais antioxidantes.

Evite alimentos gordurosos

catchup, hambúrguer e batata frita

Shutterstock

Alimentos muito gordurosos como sorvetes, molhos a base de queijo, frituras, queijos amarelos, embutidos e salgadinhos devem ser evitados, pois além de serem muito calóricos e prejudiciais à saúde, dificultam a digestão, causando preguiça, sono e desânimo. Evite também alimentos formadores de gases, que causam desconforto, inchaço abdominal e cólica, como pimentão, repolho, brócolis, feijão, doces e couve-flor.

A hidratação adequada deve ser feita antes, durante e depois da festa. Essa é a época do ano em que as pessoas se desidratam mais. Não só pela quantidade de álcool que consomem, mas também pelo calor excessivo. Portanto, é fundamental beber muita água, chá gelado, sucos de frutas naturais e água de coco o dia todo, além de moderar na quantidade de álcool.

Além da ressaca e desidratação, quanto maior o teor alcoólico de uma bebida, maior a absorção do álcool pelo organismo e a quantidade de calorias ingerida. Abaixo, veja a tabela de calorias por bebidas:

Tabela de calorias

Tenha cuidado com os coquetéis estimulantes, como a combinação de whisky (ou vodka) e bebidas energéticas, guaraná e ginseng. Cada substância tem sua propriedade e o real efeito dessa mistura ainda é desconhecido. Saiba também como fugir da ressaca.

%d blogueiros gostam disto: