Casa: Como decorar pequenos espaços

E deixar sua casa mais harmoniosa.

Como decorar pequenos espaços

Organizar e decorar apartamentos compactos demanda um planejamento minucioso para aproveitar os espaços. Portanto, seguir algumas dicas e conhecer alguns macetes pode ser crucial para deixar os pequenos espaços harmoniosos e bonitos.

Fique atento ao tamanho e funcionalidade dos móveis

Dispor de alguns móveis maiores é uma forma prática de decorar o ambiente, ainda que para espaços de pouca extensão. Pequenos espaços com vários móveis menores podem acabar amontoados sem funcionalidade.

 Móveis modulados.

A marcenaria com móveis planejados aproveita melhor os espaços pequenos da casa, mas deixa menos opções para variar a decoração.

Os móveis modulados possuem medidas padronizadas e, após um estudo prévio do espaço disponível, são encaixados nos ambientes da casa. Embora não sejam tão eficientes no aproveitamento de pequenos espaços quanto os móveis planejadossão mais flexíveis às mudanças.

Truques para ampliar pequenos espaços

O grande truque para ampliar ambientes ou espaços pequenos de sua casa é escolher um mobiliário multifuncional ou de linhas suaves. Lembre-se de que asprateleiras e estantes abrem espaço para organizar suas coisas, portanto considere adquirir:

  • aparadores – são móveis versáteis que permitem uma série de aplicações.
  • bancadas – os fogões sobre bancadas permitem a instalação de armários embaixo deles;
  •  Cantoneiras

  • cantoneiras – nas cozinhas são ideais para armazenar temperos, chás e alimentos não perecíveis. Também são excelentes em banheiros e lavanderias;
  • camas empilháveis – liberam espaço durante o dia;
  • camas com gavetas ou prateleiras embaixo – podem ajudar a abrigar sua roupa de cama, mesa e banho;
  • mesas ovais ou redondas – permitem circulação melhor em salas de jantar;
  • móveis altos – devem ser colocados junto às paredes para dar a impressão de “alongamento” destas;
  • portas de correr – esse tipo de porta poupa o espaço que, nas portas convencionais, seria necessário para abrir e fechar;
  •  Prateleiras

  • prateleiras – são fáceis de instalar e oferece espaço extra para acomodar suas coisas;
  • sofá-cama – transformam seu escritório, biblioteca ou sala em quartos de hóspedes;
  • tapetes – opte por modelos menores para definir ambientes, pois tapetes grandes dão a sensação de que o espaço é menor.

Aposte nos espelhos para ampliar espaços pequenos

Espelhos

Ao refletir o espaço de uma sala, um espelho pode até mesmo dobrar o tamanho percebido. Há truques antigos que funcionam muito bem em:

  • banheiros – quanto maior espelho, maior a sensação de amplitude;
  • corredores – colocar um espelho na parede de fundo do corredor;
  • quartos – espelhos na parte exterior da porta do guarda-roupa “aumentam” o quarto.

Organizadores: cada coisa em seu lugar

 Caixas organizadoras

Os organizadores são práticos acessórios que podem ser encontrados no mercado nas mais variadas formas e tamanhos. Podem ser guardados em gavetas, armários e guarda-roupas para guardar peças como bijuterias, maquiagens, brinquedos das crianças, ferramentas, revistas, enfim, todos aqueles objetos que parecem sobressalentes na casa.

Manter um grande número de objetos expostos dificulta a limpeza e a iluminação

Se você adora acumular lembranças, determine gavetas ou organizadores para guardar essas peças. Prefira organizadores transparentes que permitem a visualização dos itens guardados.

Use as cores a seu favor

 Cores suaves na decoração .

Cores suaves e tons pastéis aplicados nas paredes favorecerem a iluminação natura e dão a sensação de amplitude, principalmente pinturas brilhantes que refletem a luz. O chão e o teto devem acompanhar os tons claros.

Um tapete pequeno com listras finas verticais pode ajudar a compor um ambiente mais amplo.

Iluminação: quanto mais luz, melhor!

 O branco deixa o ambiente mais amplo

Repare como lugares escuros parecem menores, isso ocorre porque é a luz que nos permite ver todos os objetos de um cômodo, aumentando a sensação de amplitude. Por isso, em pequenos espaços:

  • escolha móveis claros com acabamento brilhante. Eles ajudam a refletir a iluminação, tornando-a mais eficaz;
  • prefira a iluminação artificial feita por luzes brancas frias que conferem um efeito mais próximo ao da luz natural do que as luzes amareladas;
  • permita que a luz natural entre em sua casa evitando usar cortinas escuras e pesadas.Cortinas brancas de linho ou de tecidos transparentes são boas soluções.
  • considere colocar portas de vidro para separar ambientes comuns da casa. Elas permitem que a luz atravesse os cômodos melhorando a iluminação dos espaços.

Decorar pequenos espaços com essas dicas vai deixar sua casa mais clara e com uma decoração limpa, suave, além de limpa e organizada. Veja o efeito das cores na decoração de sua casa.

 

Posts relacionados.: Casa: Ambiente Iluminados |  A Arte do Feng Shui nas cores do ambiente

Casa: Cor na decoração

Conheça e escolha a ideal para cada ambiente de sua casa.

Cor na decoração

Cor é energia! Na decoração, a cor é fator determinante do nosso relacionamento com o ambiente e a energia que ele nos transmite. Daí a importância da escolha da cor na decoração.

O grande segredo para se conseguir uma decoração maravilhosa é saber fazer uma combinação de cores harmoniosas. Use a mesma família cromática e a sua chance de acertar será bem maior. Diferentes tons da mesma cor usados em um só ambiente dão um toque repousante.

Cor na decoração de sua casa

Compramos uma casa! Temos que pintá-la e decorá-la. Por onde começar?  Vamos começar pela escolha da cor básica da decoração de nossa casa. Esta cor vai dar unidade ao projeto e cada um de seus ambientes vai ser personalizado a partir dos acessórios escolhidos.

O estudo da vibração da cor na decoração

As cores quentes como o vermelho, amarelo, laranja, ocre são aquelas associadas ao fogo, ao sol e nos transmitem energia e força, são cores consideradas excitantes e criam ambientes aconchegantes.As cores frias como o azul, verde, violeta são associadas ao céu, ao mar e à vegetação; consideradas calmantes induzindo paz e relaxamento aos ambientes quando utilizadas.

Existem muitas variáveis na escolha da cor na decoração:

Cor na decoração

Combine cores complementares, como o amarelo e o lilás, o resultado será agradável.

Cor na decoração

Uma decoração branca onde a cor entra em forma de pinceladas, nas almofadas ou em um quadro na parede, também fica muito agradável.

Cor na decoração

Se usar branco e azul profundo em uma casa de praia vai ter um resultado maravilhoso, pois são cores de alto contraste.

Apenas tons sóbrios com toques de grafite ou uva.

Cor na decoração

Tons quentes num degradê de ocres e laranjas, maravilhoso!

Cor na decoração

Só cores pastel dão destaque a móveis, quadros e tapetes valiosos.

Veja muitas revistas de decoração para sentir o que lhe agrada mais. Vá a mostras de decoração para estar e se sentir dentro dos ambientes, o que é bem diferente de apenas vê-los em fotos.

Assim você vai formando seu jeito próprio de ver uma decoração e saberá escolher bem, aquela quer condiz com seu modo de ser e de ver as coisas que ficarão bem em sua casa.

Você será feliz!

Vamos entender um pouquinho de cor

Cor! Apenas Cor!

As cores primárias são assim chamadas por serem puras. A partir delas se formam todas as outras cores. Temos três cores primarias: o magenta, o amarelo e o azul ciano.

Cor na decoração

As cores secundárias são assim chamadas, pois são obtidas a partir da mistura de duas cores primárias.

Temos três cores secundarias:

– o violeta =  azul + vermelho

– o laranja = vermelho + amarelo

– o verde   = amarelo + azul

As cores terciárias são obtidas da mistura das três cores primárias ou a combinação entre uma primária e uma ou mais secundárias. Exemplo: o amarelo-limão, o rosa, o turquesa, e muitas outras.

As cores intermédias resultam da mistura de uma cor primária e uma cor secundária, “vizinhas” no círculo cromático.

Cor na decoração

Cores complementares são as cores que nos dão as melhores combinações. Para sabermos quais são elas basta observarmos as cores opostas no disco de cores.

Cor na decoração

As cores complementares nos dão resultados alegres e vibrantes. Assim:

O vermelho é cor complementar do verde.

O azul é cor complementar do laranja ou de amarelo.

O violeta é cor complementar do amarelo.

Cores complementares devem ser usadas com a mesma saturação e intensidade, isto é, o azul forte combina com o amarelo forte e não combina com o amarelo fraco.

O círculo representa as 12 famílias de matizes das cores pigmento usadas em tecidos

Cor na decoração

1- Amarelo,  2- Amarelo alaranjado, 3- Laranja,  4- Vermelho alaranjado,  5-Vermelho,  6- Vermelho violeta, 7- Violeta,  8- Azul violeta,  9- Azul,  10- Azul esverdeado,  11- Verde,  12- Amarelo esverdeado.

Decoração com cores em dégradé

A mesma cor apresentada em diferentes graus de pureza. Sempre misturando a cor preta ou branca na sua saturação.

Se misturarmos preto a cor vai escurecendo.

Cor na decoração

Se usarmos branco a cor vai clareando

Cor na decoração

Raciocínio pode ser usado para todas as outras cores. Veja outros exemplos:

Cor na decoração

Cor na decoração

Cor na decoração

Cor na decoração

Estas pinceladas do efeito das cores no ser humano já lhe dão uma diretriz de como escolher as cores para o local onde você vai viver.

Antes de fazermos nossa opção pelas cores de nossa casa vejamos o que estudos feitos por algumas ciências como cromoterapia, feng shui dizem do efeito da cor na decoração de cada ambiente e nas pessoas que ali vivem.

Você já viu que um ambiente pode lhe trazer calma, bem estar, alegria e em outros ambientes podem lhe sufocar, trazer uma angustia, mal estar? Antes de escolher as cores para a decoração de sua casa, já que estas podem fazer a diferença, analise as vibrações de cada cor na decoração e saiba as mais apropriadas para cada ambiente .

 

Posts relacionados.: Casa: Iluminação do Ambiente |  Decore pequenos ambientes

Casa: Ambientes iluminados

Luz na medida certa

Sala iluminada por rasgos em sanca

Roberta Devisate

Um projeto de iluminação que considera as especificidades de cada espaço é capaz de proporcionar conforto, amplitude e a valorização dos detalhes da decoração. Selecionamos ambientes iluminados por arquitetos, designers de interiores e decoradores com diversos recursos, como rasgos em tetos de gesso, lâmpadas embutidas e espelhos.

 Sala iluminada por rasgos em sanca

Nesta sala de estar decorada pela designer de interiores Roberta Devisate, os elementos clássicos combinam com a discrição da decoração nos rebaixos em gesso. Um longo rasgo com luz indireta mescla fluorescentes amareladas e mangueiras de luz, variando a intensidade. Focos de luz em pontos estratégicos iluminam o vasto acervo de artistas consagrados, entre eles uma tapeçaria de Manabu Mabe e uma pintura de Di Cavalcanti.

Veja outros ambientes iluminados com rasgos em sanca.

Rasgos de iluminação

 Sala com rasgos de iluminação

Assessorando Comunicação

Este projeto foi elaborado para um apartamento de três quartos, localizado no bairro da Taquara, na cidade do Rio de Janeiro. No rebaixo de teto da sala de jantar bem como no rebaixo que avança pelo corredor, a arquiteta Monique Granja previu rasgos para iluminação indireta através de cabo de sanca com lâmpadas bolinha de sete watts, da Relumi Iluminação, o que trouxe um efeito cênico ao apartamento.

 Apartamento decorado

O ambiente foi projetado para um jovem casal que queria uma decoração com cores neutras. A arquiteta Iliana Murtinho, em parceria com a Todeschini Tijuca, inseriu no projeto rasgos de aproximadamente 30 cm no teto de gesso para embutir luz fluorescente branca. Além disso, foram feitos rasgos na parede na qual está o mobiliário para a TV.

Iluminação no quarto de casal

Iluminação em quarto de casal

Assessorando Comunicação / Pablo Nicolas

A designer de interiores Ana Meirelles optou por um misto de lâmpadas fluorescentes com incandescentes , como PAR 20, dicroicas e AR70. No quarto do casal, criou uma iluminação pontual, com destaque para o papel de parede.

 Estante com pontos de luz

Esta decoração também foi feita em um quarto de casal e pretendeu dar evidência às lembranças de viagem dispostas na estante de TV. Para favorecer cada objeto ali exposto, o designer de interiores Leonardo de Magalhães Pinto decidiu projetar luz em cada nicho da estante com uma iluminação de teto e uma indireta dentro da sanca em volta do móvel, dando opção de cenários de iluminação diferentes.

Iluminação unida a espelhos

Espelho aumenta a claridade

Assesorando Comunicação

Para este projeto, o decorador Geraldo Segreto buscou unir um ambiente bem iluminado a espelhos colocados de forma estratégica para fazer o espaço parecer bem maior e mais claro, realçando tudo que está ao redor.

Outro ponto forte é a base em X da mesa de jantar desenhada por Segreto e executada pela Todeschini Centro Niteroi em tom de madeira antique, que lembra muito madeira de demolição e está super em alta.

 Hall de entrada

No hall de entrada do apartamento de aproximadamente 65 metros quadrados, a arquiteta Monique Granja usou uma iluminação pontual na parte inferior do espelho, à direita, que garante amplitude ao local.

Aprenda a decorar pequenos espaços.

%d blogueiros gostam disto: