Livre-se do estresse com a terapia floral

Equilíbrio e harmonia.

Livre-se do estresse com a terapia floral

A vida agitada pode provocar exaustão emocional que desequilibra nossa saúde e bem-estar. O estresse pode desencadear sintomas como: gastrite nervosa, insônia, dores de cabeça, irritação, impaciência e medos.

A estafa acontece quando a pessoa está cansada física e emocionalmente. Isso pode deixar algumas pessoas deprimidas e em alguns casos, refugiam-se nos vícios como cigarro, alimentos, álcool, calmantes ou ansiolíticos.

Terapia floral no tratamento do estresse

A terapia floral ajuda a reequilibrar as energias nos momentos de estresse, trazendo equilíbrio e  harmonia interna para que possam encontrar momentos de paz e relaxamento.

Vale lembrar que cada pessoa é um ser único e cada um está apto a relatar e detectar a fonte de seu estresse. A partir daí o terapeuta floral vai escolher as essências que melhor atendam às suas necessidades.

Florais que podem auxiliar nos momentos de estresse:

  • Calmim: fórmula composta de várias essências que trabalham ao mesmo tempo a insônia, a impaciência, a tensão, a irritação e a ansiedade.
  • Ipomea: para aqueles que estão trocando o dia pela noite. Esta essência trabalha o sincronismo. Também é indicado para aqueles que possuem algum tipo de vício.
  • Mormodica: ajuda a relaxar a mente trazendo paz e tranquilidade. Útil para aqueles que estão tendo pensamentos ruminantes e repetitivos.
  • Ícaro: útil àqueles muito audaciosos, com elevadas ambições ou pretensões, que correm riscos sem avaliar suas consequências. Indicado para as personalidades que vivem em busca de ascensão e reconhecimento. Atua também na hipersensibilidade a sons, luzes e cheiros, típicos de cidades grandes, ou em distúrbios funcionais no tato e paladar.

 

Leia também: Estresse. Conheça esse vilão silencioso. |  Estresse! Analise os fatos que te estressam.

Bem Estar: Por que as mulheres vivem mais? |  Alimente seu coração com saúde | Alimentação e doenças cardíacas

Corpo & Saúde: Florais de Bach – Gotinhas que curam

Edward Bach, o criador dos florais

Artigo Marclei Figueiredo – Terapeuta complementar

Os florais de Bach são os mais conhecidos no mundo todo, e recebem este nome devido ao seu criador, o médico londrino Edward Bach. Eles são a matriz, a fonte de onde todos os outros sistemas florais surgiram.

Bach viveu entre 1886 e 1936, e era um médico com ideias muito avançadas para o seu tempo. Ao longo de sua carreira, evoluiu da medicina ortodoxa para o desenvolvimento de uma forma de medicina natural para tratar a saúde do paciente, levando em consideração fatores emocionais, mentais e até espirituais, muito em sintonia com as tendências holísticas de hoje.

Bach entrou em contato com a homeopatia, que estava sendo desenvolvida pelo médico alemão Christian Hahnemann, e ficou bastante impressionado com os remédios que eram selecionados com base nos sintomas mentais e curavam.

Em 1926 preparou seus dois primeiros remédios florais: Impatiens e Mimulus. Em seguida colheu a essência Clematis. No ano de 1930 decidiu abandonar definitivamente suas atividades médicas em Londres para viver no campo, onde teria tempo integral para suas pesquisas com as flores. Então se mudou para o interior do País de Gales.

Bach catalogou os efeitos de 38 essências florais, dividindo-as em sete grupos, mais o composto floral Rescue Remedy, usado em situações emergenciais. As essências são divididas em florais para o medo; para hipersensibilidade a influências do meio ambiente; para a solidão; para a incerteza; para a falta de interesse pelas circunstâncias; para o desalento e o desespero; e para preocupação excessiva com o bem-estar dos outros.

Além desses grupos descritos por Bach, qualquer emoção ou sentimento pode ser tratado com os florais de Bach, tais como angústia, depressão, ansiedade, falta de concentração, TPM, compulsão alimentar, insônia, perda de um ente querido, raiva, agressividade, ciúmes, melancolia, tristeza, síndrome do pânico, TOC (Transtorno Obsessivo Compulsivo), choques, estresse e baixa autoestima. Qualquer doença ou sintoma físico também pode ser tratado com a terapia floral, com melhoras acentuadas.

Os florais podem ser usados por pessoas de todas as faixas etárias, sem contraindicações nem efeitos colaterais. Bach deixou uma das maiores contribuições de cura para a humanidade: a descoberta do poder curativo e preventivo das flores.

As essências de flores da flora britânica possuem princípios ativos que tratam e equilibram o emocional e o mental.

Após anos de pesquisa Doutor Edward Bach recorreu à natureza encontrando e classificando as Essências florais e correlacionando seus aspectos emocionais negativos; dando assim luz ao que sabemos hoje:

“Que os estado emocional reflete-se diretamente no corpo físico, toda doença é reflexo do estado emocional”

Doutor Edward Bach encerra suas pesquisas no ano de 1936 seu sistema está concluído; na noite de aniversário faz sua primeira palestra pública em Wallingford no dia 27-11-36, Doutor Edward Bach morre durante o sono, por parada cardíaca. Nora Weeks e Victor Bullen seus sucessores continuaram seu trabalho até 1978, eles por sua vez determinaram a administração e custódia de sua obra no Bach Center, que são seguidos até hoje, sua obra e usada para tratamento de clientes com patologias crônicos ou agudos em todo o mundo, alcançando cada vez mais eficácia, no tratamento de qualquer enfermidade. Em muitos países está terapia e oferecida no sistema público de saúde com ótimos resultados.

“A doença é no cerne, o resultado do conflito do desequilíbrio emocional e mental”

Para utilizar as essências florais de Bach

É preciso passar por uma avaliação minuciosa, para identificação e correlação do distúrbio existente. Após a identificação e prescrito em orientação terapêutica para o uso do Floral de Bach que pode ser administrado em gotas ou em comprimidos para ingerência de uma única essência ou uma associação de até cinco essências para melhor resposta do cliente. Os resultados são sutis, já nas primeiras semanas, não causando dependência e muito menos trazendo reações adversas. Não existe uma idade pré-definida para ao uso dos Florais de Bach, Podendo usar assim da criança ao idoso.

As Essências Florais de Bach

(Aqui não estão todas as patologias e desequilíbrios que são tratadas pelas essências)


Agrimony: Patologia, ansiedade, falta de estímulos, obesidade, tendência ao vício entre outros desequilíbrios.
Aspen: Sonambulismo, agitação mental, síndrome do pânico.
Beech: Arrogância, negativismo, sensibilidade do estomago e Intestino.
Centaury: Submissão, timidez, fragilidade física, palidez.
Cerato: Falta de confiança, indecisões, para estudantes que não sabem a carreira querem seguir.
Cherry Plum: Desespero, violência, suicídio, constipação crônica, enurese noturna.
Chestnut Bud: Para quem não aprende com a vida, perseveram no fracasso, desatento, ulcera, acne, atraso de aprendizado.
Chicory: Possessivos, carentes de amor, sente-se rejeitado, asma, histeria.
Clematis: Apatia, olhar vago, memória deficiente, para quem adoece facilmente, desmaio, fraca circulação.
Crab Aplle: Obsessão de limpeza, sentimento de menos valia, resfriados crônicos.
Elm: Expõe a exaustão com freqüência, dúvida sobre suas habilidades, dores fortes.
Gentian: Depressão profunda, melancolia, desencorajados.
Gorse: Desalento, desesperança, doenças crônicas.
Heather: Possessivos, centrados em si mesmos, carência afetiva, taquelalia.
Holly: Amargura, ódio, temperamento vingativo, inveja, doenças inflamatórias, afecções cutâneas.
Honeysuckle: Persistência em viver no passado, sonolência, para quem não consegue superar a perda de alguém.
Hornbean: Cansaço mental e físico, debilidade, fraqueza nas pernas, ardor ao redor dos olhos.
Impatiens: Impaciência, rapidez de pensamento instabilidade, insônia, erupção cutânea, tensão na nuca, intensos acessos de fome.
Larch: Sentimento de inferioridade, Insegurança, gagueira temporária, para quem bebe além da conta, antecipação do fracasso.
Minulus: Temores do cotidiano, medos identificados, distúrbios psiconeuro vegetativo, timidez, riso nervoso.
Mustard: Período de tristeza inexplicável, Abulia reações lentas distúrbios do sono, perda de apetite.
Oak: Não constatam que precisam repor as forças, para quem trabalha e acumula varias funções ao mesmo tempo.
Olive: Doentes crônicos, constituição física nervosa, fadiga total, esgotamento mental e físico extremo.
Pine: Sentimentos de culpa, auto exigência, autocondenação.
Red chestnut: Ansiedade e medo pelos outros, antecipam desgraças que podem ocorrer com os outros tiram a liberdade de doentes amados, excessiva preocupação materna.
Rock Rose: Medos extremos, terror, pânico, crianças com terrores noturnos, Dores ou sensação de peso no umbigo ou ao redor dele psoríase toxicodependência.
Rock Water: Reprimidos, severidade, rigidez nas articulações, distúrbio menstrual.
Scleranthus: Descompensação, estado emocional variável da melancolia a euforia.
Star of Bethlehen: Choques, seqüelas, colapso nervoso, rouquidão ou falha na voz.
Sweet Chestnut: Desesperança, angústia, último limite antes do stress.
Vervain: Baixa resistência a doença, dorme mal, hiperatividade.
Vine: Dominador, autoritário, agressivo.
Walnut: Dificuldade de adaptação a novas situações, frustrações.
Water Violet: Sentimento de superioridade, orgulho extremo de se relacionar; problemas no joelho.
White Chestnut: Diálogos internos torturantes, bruxismo, cefaléia intensa.
Wild Oat: Para quem não tem propósito na vida, sente-se entediado, insatisfeito.
Wild Rose: Apatia; monotonia, pouca vitalidade.
Willou: Amargura, mau humor, problemas reumáticos.

Os Florais de Bach podem ser combinados em um mesmo frasco ou em comprimido dependendo da necessidade do cliente.

A observação do terapeuta se faz necessária devido à dificuldade de autoconhecimento do cliente. Em um cotidiano tão estressante, fica meio que impossível parar para observar a si, e principalmente ao nosso emocional, por isso a necessidade de um terapeuta floral. O ser humano e com o tronco de uma árvore, todos já observaram ou viram o tronco cortado de uma árvore.

O tronco da árvore e cheio de círculos, o indivíduo e igual, no centro do tronco fica exposto à original da essência da árvore ao redor são as cascas que surgiram longo do tempo e de certa forma vão tentando mudar a sua origem. O ser humano e igual, ao longo do tempo vão surgindo situações que nos modificam muita das vezes para pior, trazendo desequilíbrio emocional e mental, abrindo

Assim um caminho para o acometimento de patologias (doenças) sejam elas vírus, agudas, crônicas. A terapia Florais de Bach desfaz este desequilíbrio, trazendo de volta a harmonia, a concentração, o equilíbrio interno, o emocional em prefeita sintonia com o corpo, evitando assim, a baixa imunológica, órgãos funcionando com equilíbrio.

Enquanto não houver o entendimento de que o emocional influência diretamente a saúde, não haverá um bom resultado no tratamento do ser , do indivíduo , o corpo e a mente precisão de encarados como um só . Para quem infelizmente já estão acometidos de enfermidades, os Florais de Bach trazem um melhor entendimento com o seu próprio corpo, ocorrendo assim uma melhora, considerável, e proporcionando bem estar.

Seu corpo e mente é um só coabitam no mesmo espaço, portanto é primordial é imprescindível, que estejam sempre em SINTONIA!

O interessante é fazer uma consulta personalizada, pois cada indivíduo é único e cada caso possui suas particularidades.

Leia também.: Teraria floral combate estresse



Caminhada diária mantém o corpo e a mente jovens

Caminhar diariamente é um ótimo exercício para deixar o corpo em forma, melhorar a saúde e retardar o envelhecimento. Entretanto, um novo estudo da Universidade de Illinois, nos Estados Unidos, mostra que esse efeito antienvelhecimento do exercício pode ser possível também em relação ao cérebro, aumentando seus circuitos e reduzindo os riscos de problemas de memória e de atenção.

Na pesquisa, publicada na edição de setembro da revista Frontiers in Aging Neuroscience, os especialistas acompanharam, por um ano, 70 adultos com idades entre 60 e 80 anos. E notaram que aqueles que faziam caminhadas regularmente tiveram muitos benefícios, comparados aos sedentários, não apenas fisicamente, mas em relação a sua função cerebral.

“O grupo aeróbico apresentou melhorias na memória, atenção e em diversos outros processos cognitivos”, explicou o pesquisador Arthur F. Kramer, um dos coordenadores do estudo. De acordo com os pesquisadores, à medida que os idosos no grupo da caminhada ficavam mais em forma, a atividade cerebral (a conexão das “redes”) aumentava de forma similar a alguém de 20 anos de idade.

Quando ficamos mais velhos, os padrões de conectividade diminuem e as “redes” não ficam bem conectadas para apoiar algumas atividades como, por exemplo, dirigir. Porém, com a ajuda do condicionamento aeróbico, essas “redes” se tornam mais coerentes. “Quando caminhamos, integramos estímulos visuais, auditivos, assim como sinais vindo das articulações e músculos, em relação a onde o pé está, o nível de força, e outros movimentos. É o velho conceito: se você não usa, você perde. Para que algo seja benéfico, precisamos fazê-lo repetidamente, e caminhar é uma atividade de repetição”, concluiu o especialista.

Entretanto, segundo os autores, os resultados não acontecem do dia para a noite. Os efeitos no cérebro só começaram a ser observados no grupo de idosos que faziam caminhadas após 12 meses de prática. Por isso, os especialistas recomendam que, por ser uma atividade aparentemente simples, a caminhada seja adotada como hábito de saúde, principalmente pelos idosos.

10 motivos para você caminhar

Os consultores da assessoria esportiva MPR, Fábio Rosa e Emerson Gomes, listam a seguir dez benefícios que a caminhada diária pode fazer por você. Confira:

1- Aumenta a liberação de endorfinas, ajudando no combate do estresse, ansiedade e depressão.
2- Tonifica a musculatura das pernas, coxas e glúteos
3- Possui um gasto médio de 200-300 kcal/hora. Na subida o gasto calórico pode aumentar para até 450kcal/hora
4- Melhora a circulação sanguínea
5- Auxilia na prevenção de varizes
6- Auxilia no controle do colesterol, aumentando o HDL(bom colesterol) e diminuindo o LDL (mau colesterol)
7- Melhora a atividade do sistema imunológico
8- Aumenta o metabolismo de repouso, aumentando assim o gasto calórico diário
9- Aumenta a capacidade dos pulmões absorverem o oxigênio
10- Alivia os sintomas da TPM

CAMINHADA PARA EMAGRECER

Dê adeus às gordurinhas e ganhe uma cintura mais fina em quatro semanas! A oferta soa interessante? Então, veja como a caminhada pode ser uma grande aliada da sua boa forma. E invista já nesta ideia

Pode acreditar: estudos recentes comprovam que uma simples caminhada de duas horas e meia por semana pode acabar com as gordurinhas extras e diminuir até 2,5 centímetros na cintura em quatro semanas. O complemento para um bom resultado é a água e uma dieta balanceada turbinada com muitas fibras e nutrientes, que ajudam no funcionamento do metabolismo.

O importante é não perder a força de vontade, levantar uma horinha mais cedo da cama e continuar o seu dia com toda a disposição. O exercício deve ser feito periodicamente – o recomendado é duas a três vezes por semana, com os dias intercalados.

No treino, procure alternar a velocidade da caminhada. No começo, vá um pouco mais devagar. Conforme os minutos vão passando, aumente o ritmo e sinta-se fazendo esforço. Dez minutos antes de acabar, diminua a velocidade para que o metabolismo desacelere. O tempo mínimo de caminhada para um bom efeito é de no mínimo 50 minutos.

Quando você esforça o seu corpo, melhora o desempenho dos músculos e queima as calorias resistentes e acostumadas com a rotina. Você pode exigir bastante dele se acompanhada por um profissional, assim terá ótimos resultados na perda daquela barriguinha.

Dica: para não correr o risco de lesionar o músculo depois daquele treino intenso, não deixe de se alongar bem antes e depois do exercício. Faça isso sempre com calma, e esticando cada parte do corpo por mais ou menos 15 segundos.

Leia também.: Exercício de meditação

Exercício de meditação

É necessário praticar. Basta começar!

Exercício de meditação

 

A meditação pode funcionar como uma ferramenta de relaxamento e nos auxiliar a quebrar o círculo vicioso do estresse que vivemos.

Qualquer pessoa e de qualquer idade pode praticar a meditação, basta começar!

 

Exercício de meditação para iniciantes

 

1. Coloque-se em uma posição confortável.

Exercício de meditação

• Se estiver sentado, descruze pernas e deixe os dois pés bem apoiados no chão, mantenha a coluna ereta (sinta sua coluna apoiar-se em seus quadris) e acomode suas mãos sobre as pernas com as palmas virada pra cima.

• Se estiver deitado, descruze pernas e braços. Deixe os braços retos próximos ao corpo, e as palmas das mãos viradas para cima.

2. Feche os olhos e respire três vezes profundamente. Inspire contando até quatro e expire contando até sete. Concentre-se apenas em sua respiração.

3. Foque toda a atenção em seus pés. Sinta o que seus pés estão sentindo. Depois, lentamente, mude seu foco de posição e vá subindo por todas as partes do seu corpo, até o topo da sua cabeça.

4. Abra os olhos e repita a respiração feita no início da meditação.

5. Essa meditação deve durar de 10 a 15 minutos e pode ser feita sempre que sentir-se estressado e quiser relaxar.

O ideal é manter uma rotina para que sua mente seja educada. Se tiver disponibilidade de tempo, faça a meditação sempre no início da manhã e no final da tarde, por exemplo.

 

Exercício de meditação mais avançado

 

Ao sentir que já domina a técnica de meditação inicial, tente um exercício de meditação mais avançado.

Para isso você vai precisar de um relógio que tenha ponteiros de segundos(aqueles despertadores simples são os melhores).

1. Sente-se confortavelmente, como descrito na meditação para iniciantes e posicione o relógio de maneira que ele fique ao nível de seus olhos.

2. Repita o passo 2 da meditação para iniciantes.

Exercício de meditação

3. Abra os olhos e tente focar toda sua atenção no ponteiro de segundos do relógio. Ouça o barulho do tique-taque, observe as formas do ponteiro, acompanhe-o com os olhos e tente pensar apenas nele.

4. Observe durante quantos segundos você consegue manter o foco sem que sua mente desvie a atenção e vagueie.

5. Se mantiver uma rotina de meditação, irá notar que o tempo de atenção irá aumentando. Tente chegar a dois minutos.

 

Exercícios de meditação: é necessário praticar

 

Percebeu que não é preciso gastar dinheiro, nem ter equipamentos especiais para meditar? Tudo que você precisa fazer é praticar. Quanto mais praticar, mais benefício vai obter e, eles são rapidamente percebidos: melhora a concentração, traz mais clareza aos pensamentos, promove o autoconhecimento e o relaxamento.

Tão importante quanto investir em uma boa saúde física, é procurar meios de se obter uma boa saúde mental. Isso porque a maneira como a mente se relaciona com o corpo – e vice-versa – é fator decisivo para a saúde como um todo.

A meditação também melhora o sono. Se esse for seu problema, encontre outras dicas para dormir bem e viver melhor.

 

Humor: Vídeos Engraçados #02

Tente Não Rir…

Se vc estiver com diarréia não espirre…

Humor: Vídeos Engraçados

O Passarinho MORREU!

Gatos não gostam de Justin Bieber

 

Como calar a boca de gente chata

 

Edesio Stolf na dança da Bicicletinha

Bebê possuído

Bebê possuído #2

 

 

 

%d blogueiros gostam disto: