Documentos para viagem ao exterior

Viaje com os documentos em dia

Por mais aventureiro que seja o viajante que vai para outro país, não dá para fugir de alguns procedimentos burocráticos. Antes de pensar na parte divertida da viagem ao exterior, algumas providências precisam ser tomadas para que tudo corra bem lá fora.

Saiba quais são os documentos necessários para garantir a legalidade do turista, a segurança e a facilidade no acesso aos serviços de transporte e entretenimento.

Passaporte

Bolívia, Chile, Colômbia e Peru permitem a entrada de turistas brasileiros sem passaporte, assim como Uruguai, Paraguai e Argentina, integrantes do Mercosul. Entretanto, é imprescindível portar identificação oficialmente reconhecida com foto atual. Se o seu destino não for um desses países, você precisa providenciar o passaporte.

Quem já tem o documento precisa checar se a validade vigora por, no mínimo,seis meses após a data de retorno ao Brasil. Caso esteja vencido ou você não possua o passaporte, entre no site da Polícia Federal e solicite a emissão do documento.

Pela internet, você pode imprimir o boleto de pagamento da taxa do serviço e agendar o dia de comparecimento à unidade mais próxima da PF.

Visto

s regras de controle de entrada e circulação de estrangeiros no território são mais rígidas em alguns países do que em outros. Por isso, consulte o consulado do país de destino e verifique se é necessário obter visto de entrada.

Na África do Sul, Marrocos, Turquia, Tailândia, Nova Zelândia e países da União Europeia e da América do Sul, o viajante tem três meses de permanência sem visto. Já Estados Unidos, Canadá e Austrália exigem o visto adequado à duração e ao tipo do programa (turismo, trabalho ou estudo). Para encontrar mais informações sobre vistos para brasileiros, acesse o site do Ministério das Relações Exteriores (www.abe.mre.gov.br).

Documento de vacinação e seguro saúde

O Certificado Internacional de Vacinação (CID) contra febre amarela e outras doenças também é uma exigência que varia de país para país. Algumas nações africanas e sul-americanas pedem o documento, que pode ser tirado nos centros de orientação ao viajante da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

É óbvio que ninguém quer pensar em ter problemas de saúde durante a viagem, mas partir prevenido evita desperdício de dinheiro em clínicas particulares. Entre em contato com seu plano de saúde e confirme se é possível expandir os benefícios para atendimento no exterior. Caso o seu plano de saúde não ofereça esse serviço, providencie junto a sua agência de viagens um seguro viagem. Existem diversos pacotes cujo valor depende da duração e do tipo de cobertura.

Documento para dirigir

Para os turistas que querem mais autonomia para se deslocar, alugar um carro é uma boa solução, mas a carteira nacional de habilitação não basta. Nos órgãos e entidades do Departamento Nacional de Trânsito (Denatran), você retira a Permissão Internacional para Dirigir (PID). O documento é padronizado e sua validade e restrições correspondem às da carteira comum. A lista dos cem países que aceitam o PID está disponível no site do Denatran (www.denatran.gov.br).

Dinheiro

Além de dinheiro em espécie, você pode optar por outro recurso para não correr o risco de perder todo o dinheiro que separou para a viagem. Leve na carteira uma quantia para despesas necessárias logo que desembarcar na cidade (táxi do aeroporto para o hotel, por exemplo), e o restante deposite em um cartão de débito especial para viagens internacionais.

O Visa Travel Money é um cartão pré-pago, protegido por senha e recarregável em dólar, euro, libra esterlina ou rand (moeda da África do Sul). O cartão é aceito em mais de 12 milhões de estabelecimentos no mundo todo e o dinheiro pode ser sacado em mais de um milhão de caixas automáticos. O cartão pode ser adquirido em agências de câmbio informadas no site do Visa.

Carteiras mundiais de descontos

Estudantes com até 25 anos de idade podem conseguir vários benefícios no exterior. A International Student Identity Card (ISIC) é uma carteira de identificação estudantil aceita em mais de 120 países e reconhecida pela Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco). Com o documento, o jovem tem direito a promoções e descontos em lojas, restaurantes, livrarias, museus, dentre outros.

Quem não é mais estudante e ainda se encaixa na faixa etária pode adquirir o Jovem Card que também oferece vários benefícios. Tire suas dúvidas no site da Student Travel Bureau (STB), única instituição que fornece o serviço no Brasil.

Passes de trem

Comprar passes de trem com antecedência poupa tempo em filas de bilheteria, principalmente para quem vai para a Europa, onde esse meio de transporte é muito utilizado. Antes de viajar, você pode adquirir  pacotes de viagem de trem com diversos perfis como dias corridos ou intercalados no período de dois meses, além de passes globais, que permitem percorrer até 20 países.

Confira outras dicas ao viajante.

One Response to Documentos para viagem ao exterior

  1. Pingback: Intercâmbio para alunos do ensino médio « Top Joy!

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: